domingo, 14 de junho de 2015

Outro

Querem que eu me iluda com as formas ilusórias da estética do submundo,
Me querem tragável, amável aquele diz sim pra tudo.
Me querem outro, anulado, achando poder tudo, querem-me mudo!
Querem que eu fume, beba de tudo, descolado, malandro e vagabundo!

Querem que eu grite e não seja infantil, que eu represente o mundo adulto!
Me querem budista dançante, adepto da nova era já velha e de luto.
Me querem sulista, vanguardista, com grana pra um pouco de tudo.
Me querem da roça, de cavalo pangaré, tranqüilo e barbudo!


Thiago Mendes
Belo Horizonte 06/15

Nenhum comentário:

Postar um comentário