terça-feira, 22 de maio de 2012

Nas tuas...



É frio não só o tempo, ventura dos dias,
BR 381 nas curvas de sua ironia crua,
Que de tão belo o rio São Francisco insinua
Uma escuridão que a igreja de longe “iluminuras”
Tuas pobres ruas que como os rios deságuam
Te expões nua.

E eu na minha matinal amargura,
De onde tuas curvas, encaminhas,
Pra forca da alma humana húmus fibrilas
Foge. Enforcas não o teu espírito
Que de longe te assustas.

Achas nas margens humanas
Ainda um corpo que aqueça a alma,
Achas ainda uma vida nessa estrada
Nessa longa estrada que a vida,
BR 381 grande ironia.


Thiago Mendes