sábado, 22 de outubro de 2011

Mesmo...




Minhas linhas quebradas,
Sobre sombras varridas,
Nessa casa ornamentada,
Pelas fraquezas da vida.

Minha fila de erros,
Pelas vias o mesmo,
Esse som perdido a ermos,
Preso no intimo daqueles desejos.

Thiago Mendes

Nenhum comentário:

Postar um comentário